As 10 habilidades mais requisitadas de 2019

Os Estados Unidos se encontra em uma crise no mercado de trabalho, com um estimado de 7 milhões de vagas não preenchidas por falta de pessoas qualificadas. Os preços de faculdades no país nunca estiveram tão altos, o que leva muitos jovens a optarem por cursos profissionalizantes em detrimento à grandes Ivy Leagues.

Esse novo cenário levou várias empresas, até gigantes como Apple, Google e IBM a flexibilizarem seus processos seletivos, buscando escolher pessoas com base nas suas habilidades ao invés de títulos e experiências.  

Então, observando essa tendência, o Linkedin, maior plataforma de relacionamentos profissionais do mundo, reuniu e analisou as várias ofertas de vagas postadas em seu site e elencou as 10 habilidades mais requisitadas no mercado, 5 “soft skills” – habilidades comportamentais, também conhecidas como people skills e 5 “hard skills” – efetivamente habilidades técnicas, que podem ser mensuradas.

Reunimos aqui as 10 habilidades que as empresas mais procuram em 2019, as organizamos em ordem crescente e selecionamos um curso para cada uma delas, para você conseguir se desenvolver cada vez mais.

5a. Gerenciamento de tempo

Em outras palavras, saber gastar bem o seu tempo. É a habilidade de planejar e executar suas funções, tendo um controle consciente do tempo gasto e, de preferência, otimizando esse tempo.

Nos dias atuais uma frase comum que escutamos é “não tenho tempo para nada” mas a verdade é que as pessoas acabam procrastinando e deixando a produtividade de lado para entrar em uma roda de conversa ou mesmo ler aquele “textão” no facebook.

Curso indicado: Bombando sua produtividade -Faça hoje o que você deixaria para amanhã

4a. Adaptabilidade

Não achamos que é necessário explicar o que é, mas sim sua relevância. Com as várias mudanças de mercado e tendências que vem e vão em questão de dias, é importante ter pessoas na sua equipe que não resistam a mudanças e consigam se adaptar bem a métodos e conceitos novos.

A adaptabilidade não só é uma vantagem para a empresa, mas para o indivíduo, que tem facilidade em digerir novidades e sempre se mantém atualizado no seu ramo. Um profissional valioso sem dúvidas!

Curso indicado: Gestão da mudança – Transforme vidas e organizações sendo um agente da mudança

3a. Colaboração

Ser uma pessoa genial é ótimo, mas ser genial sozinho não te leva à lugar nenhum, por isso a importância de colaborar e saber trabalhar em equipe. Isso impacta não só nas relações internas da empresa, mas pode influenciar o poder de networking e futuras parcerias.

Já faz tempo que o individualismo, o “esconder o ouro” dentro das empresas, está ultrapassado e é até desencorajado. Abraçar o coletivo e colaborar para que todos alcancem suas metas é muito mais produtivo e cria um ambiente bem melhor para se trabalhar.

Curso indicado: Cultura Crowd – Os movimentos por trás da era do compartilhamento

2a. Persuasão

Principalmente em posições de atendimento ao cliente ou consumidor, seu poder de convencê-lo de que a sua solução é a melhor é essencial para o bom funcionamento do negócio, e o que diferencia uma boa de uma ótima empresa.

Essa palavra pode ter um peso meio ruim, manipulador, mas nós persuadimos pessoas todos os dias sem ao menos perceber, indicando uma série, expressando sua opinião ou escolhendo qual restaurante jantar sexta a noite. Dominar essa ferramenta e usá-la intencionalmente é uma habilidade para poucos e bons, que está sendo amplamente procurada por contratantes.

Curso indicado: Discurse – Você pode falar bem em públicoD

1a. Criatividade

Ela não se reserva somente ao departamento criativo. Criatividade é uma habilidade necessária em todas as áreas, e não significa fazer coisas artísticas e bonitas, as vezes é simplesmente contornar um problema, ver de uma perspectiva nova ou enxergar uma oportunidade nunca antes explorada. É saber resolver problemas além do óbvio, e na nossa onda de inovação, indispensável.

Ser um bom criativo facilita processos e entrega resultados mais interessantes fazendo com que toda a jornada até o seu destino final se torne muito mais agradável e prolífera. Só há vantagens em desenvolver sua criatividade, tanto no âmbito profissional quanto pessoal.

Curso indicado: Desbloqueio Criativo – Ferramentas para despertar sua criatividade e ter mais ideias

5a. Design de UX

User Experience, ou UX é o estudo das interações que um usuário terá com um determinado produto ou serviço e assegurar que todos esses pontos de contato sejam satisfatórios para ele. Isso é especialmente importante quando esses pontos não são mediados por uma pessoa, como é feito em lojas físicas, então negócios que interagem online com seus clientes investem muito tempo e dinheiro para que a experiência do seu consumidor seja 100%, sem a necessidade de influência externa.

Com o mundo se tornando exponencialmente mais digital, e algumas lojas nem possuindo estabelecimentos físicos, essa especialidade se tornou praticamente indispensável no mercado atual.

Curso indicado: Design de Serviços – Criando uma jornada WOW

4a. Gestão de pessoas

É como uma empresa desenvolve seu capital humano. Além de recrutamento, ele também engloba desenvolvimento, retenção e motivação dos colaboradores. É uma função classicamente de RH, mas qualquer posição de uma empresa que possua pessoas respondendo diretamente a ela vai se beneficiar dessa habilidade.

Empresas como Google e Nubank já investem em criar ambientes propícios para os seus colaboradores, todavia a ambientação vai além do espaço físico, engloba o “sentimento” que o lugar te traz. Você, como bom gestor, deve se emprenhar em manter esse sentimento agradável e produtivo.

Curso indicado: Gestão Horizontal – Uma forma transparente de gerir times

3a. Raciocínio analítico

Também classificado como lógica informal, é um raciocínio que se preocupa com o conteúdo do argumento e não só sua construção. Esse é mais difícil então vamos exemplificar. Na lógica formal, eu poderia fazer essa constatação: todos os peixes são laranjas, betas são peixes, portanto todos os betas são laranjas. Logicamente, faz sentido. Todavia, o raciocínio analítico já questionaria a primeira frase – pois nem todos os peixes são laranjas. Esse é um exemplo ilustrativo, mas pode ser aplicado em discussões mais polêmicas, quando defensores de uma idéia usam recursos não muito corretos para defender seu ponto de vista, generalização por exemplo.

Uma pessoa que aplica esse tipo de raciocínio tem a capacidade de tomar decisões mais certeiras, menos influenciados por achismos e ter uma visão mais longínqua dos resultados. Um ótimo profissional de estratégia e planejamento.

Curso indicado: Decision-Making Strategies

2a. Inteligência artificial

Inteligência artificial está infiltrando todos os negócios, mas saber domá-la ainda é para poucos. Machine learning é a função de ensinar essa inteligência nova os padrões que ela deve seguir para poder aplicar em várias áreas diferentes, não só em uma função extremamente específica. Como exemplo, machine learning seria ensinar uma maquia a escovar os dentes para que ela consiga fazê-lo com qualquer escova de dentes, e não uma específica como programação o faria.

Para poder atender demandas globais, que é o caso de várias empresas atuais, contar somente com a força de trabalho humana não é mais suficiente. Por tanto a adoção de máquinas para realizar funções mais burocráticas e repetitivas cresceu muito. Essa é uma grande oportunidade para não se deixar substituir pelas máquinas, dominando-as e fazendo delas o seu trabalho.

Curso indicado: Internet das Coisas – As tecnologias, aplicações e possibilidades que conectam o mundo

1a. Cloud computing

O cloud computing seria desenvolver serviços de internet que não precisem que o seu usuário baixe um programa para funcionar, como classicamente conhecemos e ainda pensamos. Como exemplos, temos o google docs substituindo o microsoft word, ou o Spotify com o ITunes.

A tendência das pessoas optarem por esse tipo de serviço, menos “pesado” em suas máquinas e com backups mais seguros, está levando várias empresas a investirem nesse novo tipo de desenvolvimento, que é o futuro certo do desenvolvimento de softwares.

Curso indicado: Learning Cloud Computing: Networking

Agora que você já sabe o que as empresas mais buscam em funcionários, use a oportunidade do começo de ano para te inspirar a desenvolver as habilidades que vão abrir os seus caminhos profissionais!

Feliz 2019 de nós da Descola <3

Comentários (01)

  1. Olá! Muito obrigada por estas dicas, me identifiquei com várias, irei fazer uso delas.

Comentar