O que o seu negócio está fazendo pelo mundo?

Há décadas, não existia lixo reciclável no país, tudo era misturado e enviado para o aterro. Agora, saber as cores dos diferentes lixos é matéria de prova de primário.

Talvez por já estarmos sentindo na pele, a consciência popular sobre os problemas ambientais cresceu muito rapidamente. Movimentos que antes eram exclusivamente de “hippies abraçadores de árvores” tomaram proporções gigantes! Veja a luta contra os canudos de plástico por exemplo, sua proibição já virou lei em alguns estados.

A ideia de desenvolvimento sustentável é imprescindível, sendo pauta recorrente e importante de discussão das nações e empresas atuais, exigida pelo público e rapidamente acatada pelo mercado.

Se você for atento, já deve ter reparado que muitas empresas hoje em dia estão preocupadas com causas sociais e ambientais. Conversando com um bom marketeiro, ele provavelmente vai te falar de marketing 3.0, que foca em criar relações de colaboração entre as empresas e seus clientes por meio de objetivos sociais em comum. E, afinal, não há nada mais neutro e impossível de se criticar que a luta pelo meio ambiente.

Falando desse jeito, parece que tudo que as empresas pensam é vender, a ponto de abraçar qualquer causa para conseguir. Mas isso não é verdade.

Claro, a prioridade do marketing é vender ou, mais tecnicamente, assegurar a troca entre a empresa e o consumidor, mas esse movimento de responsabilidade ambiental vem de uma consciência muito maior que está sendo cada vez mais estimulada na sociedade.

Essas preocupações já atingiram o âmbito político-global e não é a toa que são um dos grandes projetos da ONU. Há anos, líderes do mundo inteiro se juntam para discutir iniciativas globais em prol do desenvolvimento sustentável. Mas uma delas se destaca por sua atualidade e forte relevância: A Agenda 2030.

Assinada em 2015 por 193 países membros, esta agenda estabelece exatamente 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), seguidos de metas que devem ser idealmente alcançadas até o ano de 2030.

Dá uma assistida nessa vídeo aqui para entender melhor:

Para saber mais clique no link Agenda 2030.

Legal, mas qual é o papel da minha empresa nisso tudo?

Não bastasse a dimensão humana da causa ambiental, ela tem se tornado também uma poderosa forma de representação dos valores das empresas.

Por isso, implementar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ou, quem sabe, até criar seu novo negócio a partir de um deles) é uma maneira de posicionar sua empresa frente aos problemas globais e, de quebra, ainda ajudar a criar um mundo melhor.

Para entender a força desse posicionamento e como ele tem impactado os resultados de empresas de sucesso nacional, vamos te mostrar alguns exemplos:

  • REVERSE DELIVERY

    Objetivo 2. Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável + Objetivo 12. Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis
    O reverse Delivery é uma iniciativa do Banco de Alimentos e a Agência Grey para incentivar a doação de alimentos para pessoas em situação de risco alimentar. Dessa forma, ao pedir o seu delivery, o seu motoboy pode retirar qualquer alimento que você gostaria de doar, assim você nem precisa sair da sua casa.

Olha só:

Reverse Delivery from Reverse Delivery on Vimeo.

  • ESCOLA DA FAZENDA CANUANÃ

    Objetivo 4. Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos + Objetivo 9. Construir infra estruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação + Objetivo 11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis
    Um prédio de moradia estudantil no Tocantins recentemente recebeu o Riba International Prize, um famoso prémio internacional de arquitetura. Esse prédio faz parte de uma ação social de ensino gratuito mantida pela Fundação Bradesco com o objetivo de incentivar crianças e adolescentes a irem para a escola. A moradia foi construída em uma área rural do estado, onde os jovens tinham que se deslocar muito para chegar à escola, o que acabava por levar a desistência.

Olha só

  • PRÓ-SEMIÁRIDO

    Objetivo 8. Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos + Objetivo 5. Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas
    O projeto Pró-Semiárido, implementado na Bahia, foi elogiado pelo FIDA (Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola) pela sua inclusão de mulheres nas economias locais, com programas como Ciranda das Crianças e Caderneta Agroecológica. Esse programa visa fomentar o desenvolvimento sustentável de 32 municípios do estado, e vem fazendo isso com louvor.

Olha só

  • ITAIPU BINACIONAL + UNDESA

    Objetivo 17. Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável + Objetivo 7. Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos + Objetivo 6. Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos
    A Itaipu Binacional e a Undesa vão se juntar para fundar um rede de compartilhamento de informações e soluções sobre água e energia. Para se juntar a rede, empresas e nações interessadas devem produzir estudos sobre o assunto, que após analisados, serão publicados online para que todos tenham acesso.

Olha só

  • DESCOLA

    Objetivo 4.3 Até 2030, assegurar a igualdade de acesso para todos os homens e mulheres à educação técnica, profissional e superior de qualidade, a preços acessíveis, incluindo universidade + Objetivo 4.7 Até 2030, garantir que todos os alunos adquiram conhecimentos e habilidades necessárias para promover o desenvolvimento sustentável, inclusive, entre outros, por meio da educação para o desenvolvimento sustentável e estilos de vida sustentáveis, direitos humanos, igualdade de gênero, promoção de uma cultura de paz e não violência, cidadania global e valorização da diversidade cultural e da contribuição da cultura para o desenvolvimento sustentável.

A gente não podia deixar de falar sobre o que nós estamos fazendo pelo mundo, não é mesmo?

A Descola é uma plataforma de cursos online voltada para inovação, criatividade e empreendedorismo, sempre com o olhar atento para o mercado de trabalho e as suas várias mudanças que ocorreram ao longo dos anos. Seus preços acessíveis e flexibilidade para encaixar na rotina de cada aluno faz com que vários profissionais, tanto os que acabaram de ingressar no mercado quanto os mais velhos que querem se manter, possam estar sempre preparados com as mais novas informações e utilizações práticas, já que todos os seus professores são profissionais experientes no seu mercado de atuação.

É fácil delegar a função de salvar o planeta para os outros, nos achamos sempre pequenos demais para fazer alguma diferença, mas sempre somos afetados pelo esforço ou descaso alheios.

Essas marcas mostram que é sim possível fazer a diferença da sua maneira, com os seus recursos – sejam eles quais forem – e apoiar uma causa que, no final, impacta diretamente em você, pessoa.

Então, vá e mude o mundo! Seja como uma estratégia de marketing, pelos ursos polares, seus filhos, filhos dos seus filhos ou filhos do seu cachorro, apenas faça algo. O que você puder, do seu jeito. O mundo agradece.

Comentários (02)

  1. Acho que vcs foram traídos pelo corretor automático! O projeto da bahia é o Pró-Semiárido (e não Seminário). Adorei o post, beijo!

Comentar