Saiba porque a inovação é uma escolha

Cada vez mais, as empresas têm saído a procura de profissionais que tenham perfil inovador. Mas afinal, o que é essa inovação que essas empresas tanto procuram? O profissional inovador é aquele que sabe mesclar o conhecimento com a prática, que pensa em alternativas que estão fora do senso comum. É sair da caixa do comodismo e das respostas prontas, agindo e reagindo ao que acontece à sua volta.

O perfil inovador não surge por acaso. Ele é resultado de uma conquista, de um esforço externo e interno para aprender. Essa é uma boa notícia, pois mostra que a inovação está ao alcance de qualquer pessoa. Apresentamos a seguir algumas dicas que podem ajudá-lo a ser também um inovador.

Queira inovar

A inovação acontece a partir do momento em que você se mostra aberto a ela. Mantenha a mente aberta, observe o que acontece à sua volta. O espírito inovador não é aquele que sempre apresenta ideias mirabolantes e visionárias, mas aquele que consegue captar o que passa despercebidos aos olhos das outras pessoas, oferecendo uma solução simples para os processos e conflitos, aperfeiçoando aquilo que já existe.

Comunique-se

Também não adianta apenas ter ótimas ideias e um olhar atento aos detalhes. Se você escolheu ser um inovador, é preciso que você aprenda a comunicar o que pensa. Questione o que não entende e ofereça respostas às suas perguntas. A partir da comunicação de ideias e da interação com os colegas, o inovador contribui para a geração e o desenvolvimento de ações.

Seja criativo

Inovação e criatividade caminham sempre de mãos dadas. Para manter o perfil inovador, você precisa estar disposto a aprender e a pensar diferente. E nada de ficar restrito apenas à sua área de atuação. A criatividade aflora com diferentes estímulos. Leia, viaje, vá ao cinema, encontre os amigos. Nem só de trabalho vive um inovador!

Mais ação e menos enrolação

Coloque as ideias em prática! A inovação que não se transforma em experiência não é inovação. Estar preparado para a colocar as ideias em prática é um bom exercício também para testar sua capacidade de vender essas ideias. Se você mesmo não acha que é capaz de transformá-las em ações, está na hora de recomeçar.

Não tenha medo de errar

Quando falamos em inovação, estamos nos referindo a traçar caminhos que ainda não foram percorridos. Ou seja, inovar é se permitir correr riscos e a, eventualmente, cometer erros. Nossa sociedade ainda exige um alto grau de excelência, o que não ajuda as pessoas a lidarem bem com os deslizes que acontecem pelo caminho. O erro ajuda a desenvolver a flexibilidade e o jogo de cintura. A ideia pode parecer assustadora no início, mas lembre-se que muitas vezes as lições de inovação surgem nos erros e não nos acertos.

A inovação sempre esteve presente nos momentos de crise de economia, mas tem se mostrado cada vez mais como uma qualidade que veio para ficar. Escolha a sua estratégia de inovação, tenha humildade para aprender e coragem para executá-la.

E você? Já escolheu a inovação? Quais são seus maiores medos em relação a esse perfil? Participe nos comentários!

Comentar